CHANGE FOR YOUR LANGUAGE.

ROBERTO LAURINDO- RADIOAMADOR BRASILEIRO

Minha foto
PRAIA GRANDE, SÃO PAULO, Brazil
SE VOCÊ GOSTA DE CW O SEU LUGAR É AQUI. AMATEUR RADIO THAT NEVER CW, A POET'S HOW YOU DO NOT KNOW VERSES.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

AS YL´S E O CW




ALDA SCHLEMM NIEMEYER - PP5ASN

Vovó Alda, como é carinhosamente conhecida no meio radioamadorístico, nasceu em Joinville, em 18 de maio de 1920, e cresceu em Curitiba-PR.

Quando moça foi à Alemanha fazer cursos de aperfeiçoamento. Estourando a segunda guerra mundial, ela, sua irmã e sua mãe, lá permaneceram durante nove anos, sem poder retornar ao Brasil e à sua família. Durante a segunda guerra mundial trabalhou como enfermeira com um cirurgião-dentista, e também como enfermeira da Cruz Vermelha.

Casou-se em primeiro matrimônio na Alemanha, e teve três filhos.

Em 1945. retornou a Curitiba-PR. Separada e posteriormente viúva, casou-se então com o médico Dr. Érico R. Niemeyer, com quem teve outros três filhos. Alda é avó de 13 netos.

Dr. Érico e Alda Niemeyer passaram a residir em Blumenau, o que já fazem mais de 40 anos. Alda tornou-se blumenauense de coração, por anos de trabalhos junto à comunidade, tanto na área social como cultural.

Durante os anos de intensa atividade de seu marido como médico, Alda o acompanhou. Inicialmente atuou ao seu lado como enfermeira, depois trabalhou em obras assistenciais.

Já foi professora de yoga. Nos anos 70 descobriu seu maior hobby: radioamadorismo.

Desde 1976 pertence ao Clube de Radioamadores de Blumenau, como membro ativo, exercendo vários cargos.

Participou da primeira expedição feminina realizada no Brasil, ocorrida na Ilha Comprida-SP, próximo à cidade de Iguape-SP, durante o período de 29 de outubro a 02 de novembro de 1998, com o Indicativo de Chamada PS2S para CW e PR2YL para SSB, juntamente com as radioamadoras Elza Cobra de Moraes - PY2DHP, Afonsina Teixeira Salema - PY2ATL, Adriana Gabardo - PY5NT, Therezinha M. A. Félix Cardoso (Teresa) - PT2TF, Alexandra Blumtritt - PY2KTT e Arilda Gabardo - PY5OA.

Como radioamadora tem se destacado na divulgação da vida e obra do Padre-cientista Roberto Landell de Moura, a nível nacional e na Europa, tendo traduzido para o alemão o livro de B. Hamilton Almeida sobre Landell de Moura, com o título “O outro lado das telecomunicações - A saga do Padre Landell”. O livro foi lançado em Dortmund , Alemanha, em maio de 1995.

Graças a ela, radioamadores da Alemanha e Áustria passaram a conhecer a vida e obra do nosso Padre-cientista Roberto Landell de Moura e sua importância no mundo das telecomunicações.

É membro da Ordem de Radioamadores Padre Roberto Landell de Moura, estação-chave 97.

Pelos trabalhos efetuados para divulgar o nome e obra do Padre Roberto Landell de Moura, foi distinguida com a comenda da Ordem de Radioamadores Padre Roberto Landell de Moura.

Entretanto, em sua humildade, considera o seu mais importante trabalho como radioamadora aquele que vivenciou durante os anos de 1983 e 1984, quando Blumenau foi quase destruída por duas trágicas enchentes.

A sua coragem como mulher e radioamadora encontra-se descrita em “S.O.S. Enchente - Um vale pede socorro”, livro publicado em 1995, obra da qual é co-autora. O livro é um fiel e magnífico relato documental e fotográfico das atividades radioamadorísticas nos duros dias em que Blumenau-SC esteve à mercê das águas. Por certo uma obra documental desta magnitude não pode faltar na biblioteca de nenhum radioamador.

Alda tem participado do grupo de teatro amador do Centro Cultural 25 de Julho, colaborando nas montagens de peças em lingua alemã. É uma defensora convicta das tradições germânicas e apaixonada pelas artes.

Vovó Alda é pessoa de extraordinária cultura e dona de contagiante entusiasmo. Para todos os seus amigos tem sempre uma palavra de ânimo e uma solução para suas apreensões. Carismática e comunicativa, Vovó Alda mora no coração de muitos blumenauenses. Seu lema é: “com um sorriso se abrem todas as portas”, e quem a conhece sabe que assim ela age e assim obtém a simpatia de todos que com ela convive.
Colaboração de Ivan Dorneles Rodrigues - PY3IDR

e-mail: ivanr@cpovo.net








I1MQ Ada - Primeira opratora YL-CW italiano...
Ada Garibaldi I1MQ Ricchetti, nascida em 1924, o IRA de Honra n º 36 e ARI Top Honor Roll No. 1, YL italiana segundo desde 1937, pouco depois de Lolly Balboani I1BL de Vicenza, onde fez apenas treze CW QSOs como MQ operador YL / segundo , assim como ela apareceu no QSL de seu pai. Ada é a filha de arte, porque seu pai João Garibaldi I1GA/I1MQ foi chefe-adjunto do Navyand Real e ele dura o seu código Morse durante sua infância. Quando ela tinha dezessete anos, Ada participou do primeiro curso de telegrafia, no Instituto Superior Técnico "G. Ruffini", de Imperia, e completou a formação avançada na área de aviação 1 º Lugar - Equipa 1 Comando Aéreo-Direcção Geral de Telecomunicações e de responsabilidade para o vôo em Milão, após o qual foi concebido como um operador de telégrafo no aeroporto de Turim, onde permaneceu até o armistício de 08 de setembro de 1943. Mais tarde, em 1944, ela teve de serviços teve como operador de rádio auxiliar na República Social Italiana Inspecção GNR de Fronteira, recebendo notícias do dia em telegrafia da Agência Ansa, em Roma, ocupada pelas tropas aliadas. Ela realizou esta tarefa até 25 de abril de 1945. O fim da II Guerra Mundial, ela foi raspada a zero e, além disso essa experiência ruim que ela havia servido um mês de prisão. Apesar deste incidente Ada ainda sente muita sorte, considerando muitos de seus companheiros que pagaram com suas vidas em vez disso.

Em 1950, quando o Ministério das Telecomunicações começou a emitir licenças Ham Radio, ela conseguiu seu primeiro indicativo I1ADA, uma espécie de apelo da vaidade e, graças à rádio, ela também conheceu o homem que, quatro anos depois se tornou seu marido, Tullio Ricchetti I1KRT/I1UX / I1MM. Poucos anos mais tarde os seus compromissos de mamãe fez momentaneamente anulado o seu hobby e negligentemente esqueceu de renovar a licença, o que torna a expirar, em seguida, em 1969 ela fez o pedido novamente, pedindo indicativo de seu pai, SK, em 1965 e foi atribuído I1MQ.
Em 1991, outro grave luto atingiu Ada: ela perdeu o seu amado marido e Tullio thaanks a sua chave, ela havia superado tantas vezes triste e solitário, apesar do carinho que recebia diariamente por seus filhos e netos.
Ada ainda está muito ativa no rádio, ela é Awads caçador e participar em concursos, mantendo rede regular com velhos amigos. Ela está muito orgulhosa de ser a associar-AM1419 HM003 Clube Naval do italiano Velha Rhythmers, AER No. 244 e fazer parte do Clube Marconi ARI Loano, dell'ARFoPI e muitas outras associações italianas e estrangeiras.
Ada tem apenas um grande arrependimento: ela não era capaz de transmitir sua paixão para os filhos Ana e Giuseppe, obscurecendo o seu sonho de ouvir o indicativo do amado marido ainda está "no ar", operado por um deles.
POR: Emanuela IZ2ELV
O ORIGINAL EM: http://www.insubriaradio.org/index.php?option=com_content&view=article&id=88%3Ai1mq-ada-la-prima-yl-telegrafista-italiana&catid=45%3Astorie-e-ricordi&Itemid=77&lang=en

Nenhum comentário:

Postar um comentário